Turmas 3002, 3003, 3004 e 3006

Matéria: capítulo 6 do livro + caderno + seminários.

Classificação das fontes de energia primárias

Renováveis: Energia hidríca, Eólica (ventos), Solar, Geotérmica, Biomassa

Não-renováveis: Urânio, Combustiveis Fósséis: Petróleo, Carvão mineral e Gás Natural

Exercícios

1) Assinale V para verdadeiro e F para falso

(    ) O petróleo é recurso mineral explorado apenas em áreas marinhas

(    ) Os principais países consumidores de petróleo são também os maiores produtores

(    ) Enquanto as maiores taxas de consumo de petróleo se encontram concentradas nos países desenvolcividos e emergentes, os maiores produtores estão no mundo subdesenvolvido

(    ) O Brasil não possui grandes reservas de urânio no seu território

(    ) O uso percentual de fontes alternativas, como a solar e a eólica, ainda é baixo no Brasil

(    ) A matriz energética brasileira ainda é, de forma geral, mais renovável do que a do resto do mundo

(    ) A geração de resíduos conhecidos como Lixo atômico constitui um dos problemas das usinas nucleares

2) O que significa a sigla OPEP?

3) Que nome se dá a fonte de energia extraída do calor interno da Terra?

4) Apresente dois argumentos contrários e dois argumentos favoráveis á expansão do uso da Energia Nuclear no Brasil

5) Aponte duas características naturais do território brasileiro que explicam o elevado potencial hidríco do país. Em seguida aponte dois impactos ambientais negativos decorrentes da instalação de grandes centrais hidrelétricas.

 

 

Respostas

1) De cima para baixo: F, F, V, F, V, V, V

2) Organização dos países exportadores de petróleo

3) Energia Geotérmica

4)

Dois dos argumentos favoráveis:

  • O processo de geração não resulta na emissão de gases que contribuem para o aquecimento global.
  • É possível construir as usinas em locais próximos aos centros consumidores,reduzindo custos com as linhas de transmissão e as perdas de energia.
  • O Brasil tem a quinta maior reserva de urânio do mundo.
  • O Brasil domina a tecnologia de enriquecimento do urânio, que é a etapa mais cara e sofisticada do processo.

Dois dos argumentos contrários:

  • É uma forma cara de gerar energia, pois o custo do quilowatt é superior ao de outras fontes tradicionais.
  • Há o problema ainda não resolvido, mesmo no restante do mundo, quanto à alocação dos resíduos radioativos, o chamado “lixo atômico”.
  • Há riscos ambientais de grande magnitude, ligados à possibilidade de um acidente que resulte em liberação de material radioativo para o meio ambiente.

5)

Dentre as características geográficas naturais do Território brasileiro que favorecem o grande potencial hídrico do país, podemos citar: O regime pluvial da maior parte do país garante rios com grande volume de água, propiciando elevado potencial hidrelétrico; a disponibilidade de território para a formação dos lagos das hidrelétricas, em virtude da grande extensão do território brasileiro; a coincidência entre a ocorrência de rios de planalto e as maiores concentrações demográficas e econômicas no Centro-Sul do país.

Entre os impactos negativos associados à produção da energia hidrelétrica estão: o deslocamento e a perda dos gêneros de vida das populações situadas nas áreas alagáveis; a inundação de áreas agricultáveis e de florestas; as mudanças na dinâmica hidrológica dos canais fluviais; a diminuição da biodiversidade fluvial; a perda de patrimônio histórico e cultural devido à formação de grandes reservatórios; a deterioração da qualidade da água pela grande produção e decomposição de matéria orgânica; o aumento de problemas sanitários associados à proliferação de parasitas em áreas contíguas aos reservatórios; a emissão de gases do efeito estufa pela decomposição da matéria orgânica nos reservatórios.

 

 

Fontes_de_Energia_Renováveis